Cancelada visita de Colombo a Xanxerê para autorização de obras no Hospital Regional São Paulo

Ordem de serviço para a segunda etapa da obra de ampliação da unidade seria assinada pelo governador

Por Jhonatan Coppini

07/02/2018 15:44 - Atualizado em 07/02/2018 15:48


Governador não estará mais em Xanxerê na sexta-feira (Foto: Divulgação)

O governador Raimundo Colombo não estará na próxima sexta-feira, dia 9, em Xanxerê, para assinar a ordem de serviço da segunda etapa da obra de ampliação do Hospital Regional São Paulo (HRSP), no valor de R$ 11,2 milhões.

 

O evento estava marcado para as 15h30 no auditório do hospital. A informação do cancelamento da agenda do governador ao município do Oeste foi emitida pela assessoria de imprensa da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Xanxerê na tarde desta quarta-feira, dia 7.

 

A nota despachada pelo órgão não apontou os motivos do cancelamento da agenda de Colombo. “Assim que tivermos nova data e horário, comunicamos a todos”, resumiu o texto de apenas um parágrafo.

 

Ampliação do hospital

 

Na primeira etapa da obra foram investidos R$ 11,5 milhões na estrutura dos oito pavimentos e conclusão dos dois primeiros. Além disso, o governo do estado já repassou R$ 7,2 milhões para a aquisição de equipamentos e mobiliários para o primeiro e segundo pavimento, que contempla o novo serviço em radiologia, com ressonância magnética, tomografia, radiologia digital, mamografia, desintometria óssea, ultrassonografia, nova hemodinâmica e UTI Coronariana com dez leitos.

 

Após finalizada a segunda etapa, a estrutura com cerca de 5,5 mil metros quadrados contará com o novo serviço de radiologia no primeiro pavimento. No segundo pavimento ficará a UTI coronariana com dez leitos e a nova hemodinâmica. O terceiro pavimento contempla ambulatório de especialidades médicas e no quarto pavimento UTI geral com dez leitos e Central de Esterilização de Materiais. O quinto pavimento será destinado para acomodar as centrais de climatização e demais equipamentos. No sexto será instalado o novo centro cirúrgico com seis salas, duas delas para cirurgias de grande porte. O sétimo pavimento contará com a nova unidade de enfermarias para internação e no oitavo pavimento ficará a cobertura e o heliporto.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.