Arquivamento de pedido de cassação do prefeito de Xanxerê termina em confusão

Polícia Militar precisou ser acionada para conter os ânimos da população na sessão desta segunda-feira

Por Oeste Mais

06/02/2018 11:11


PM esteve no local para garantir a continuidade da sessão (Foto: Carol Debiasi/Tudo Sobre Xanxerê)

A Polícia Militar precisou intervir para controlar uma confusão generalizada durante a sessão da Câmara de Vereadores na noite desta segunda-feira, dia 5, em Xanxerê. O estopim ocorreu depois que o Legislativo decidiu arquivar a abertura de um processo de cassação do prefeito Avelino Menegolla.

 

O pedido havia sido feito pelo vereador da oposição, Wilson Martins dos Santos (PSDB), ainda no ano passado. Com apenas três votos favoráveis à cassação, não foi o suficiente para atingir os dois terços necessários para dar continuidade ao processo.

 

Foram favoráveis ao pedido os vereadores de oposição João Paulo Menegatti (PTB), Nathan Moreira (DEM) e Vilson Piccoli (PMDB). Já os votos contrários foram quatro, sendo que o presidente Adriano De Martini não precisou votar.

 

Com o resultado do arquivamento, os participantes da sessão ordinária se alteraram, com o apoio policial sendo necessário. Uma viatura esteve em frente à Câmara de Vereadores para conter os ânimos da população e permitir que os legisladores conseguissem finalizar a sessão com a votação dos demais projetos na pauta.

 

Conforme a PM, dois homens se agrediram fisicamente no local. A guarnição conteve a dupla, que foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Civil de Xanxerê.

Com informações do Tudo Sobre Xanxerê


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.