Outras duas escolas de samba agitam avenida no carnaval de Joaçaba

Apresentações da Acadêmicos do Grande Vale e Unidos do Herval ocorreram na noite deste domingo

Por Oeste Mais

12/02/2018 09:43


Acadêmicos do Grande Vale entrou na avenida enfrentando muita chuva (Foto: Caco da Rosa)

O domingo foi de mais duas apresentações no carnaval de Joaçaba. Depois do desfile da escola de samba Aliança na noite de sábado, dia 10, neste domingo, dia 11, foi a vez da Acadêmicos do Grande Vale e Unidos do Herval entrarem na avenida.

 

A chuva não deu trégua e atrasou o desfile, fazendo a Acadêmicos do Grande Vale iniciar o desfile literalmente debaixo d’água. Com o samba-enredo “Acadêmicos: o Exército da Paz”, a escola desfilou com mais de mil componentes e seis carros alegóricos.

 

No enredo, a caçula do Carnaval de Joaçaba fez uma reflexão sobre a vida no planeta, dando um grito de alerta pela igualdade e pela justiça contra todas as formas de preconceito e tendo o amor como o único caminho para a paz universal.

Chuva não deu trégua durante o desfile da Acadêmicos do Grande Vale (Foto: Caco da Rosa)

A Unidos do Herval foi a segunda escola a desfilar. Além de ter as fantasias prejudicadas pela forte chuva, a agremiação teve que entrar na Avenida cantando o samba-enredo sem a sonorização, pois houve queda de um disjuntor.

 

O contratempo não desestimulou a garra e determinação da escola. A comissão de frente foi aplaudida ao passar pela cabine de jurados cantando sem o auxílio do som. O problema foi resolvido em seguida, empolgando ainda mais os integrantes da Unidos e o público presente.

 

Com o samba-enredo “Índio quer apito, se não der, o pau vai comer!”, a escola de Herval d’Oeste contou com 800 integrantes e cinco carros alegóricos para exaltar o índio, o verdadeiro dono da terra.

Unidos do Herval teve problema na sonorização por queda de disjuntor (Foto: Caco da Rosa)

Com informações do Caco da Rosa


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.